0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Se você tivesse de definir um status no Facebook para sua empresa, provavelmente escolheria “em um relacionamento sério”. Claro que, de vez em quando, ele pode ser um “relacionamento aberto” ou um “relacionamento complicado”, mas que a relação existe, existe. Pelo menos é o que defende Jacob Morgan, autor do livro The Future of Work e colunista da Forbes.

Segundo ele, assim como na vida pessoal, existem algumas coisas que melhoram o nosso relacionamento com a empresa. É importante ter em mente que qualquer relação é uma via de mão dupla. Para receber, é preciso dar — o que, no contexto do mundo corporativo, significa entregar um bom trabalho. Morgan dá cinco dicas que você pode ter em mente na tentativa de criar uma boa relação com a sua empresa:

Quer algo? Peça
Não tenha medo de pedir. Isso vale para os funcionários recém-chegados ou para os experientes. Você deve tentar garantir que suas necessidades sejam atendidas — ter mais apoio para um projeto, um horário mais flexível ou até mesmo um aumento. Claro que nem sempre você vai conseguir o que quer. Mas isso não significa que você deixe de pedir, até porque dessa maneira as pessoas saberão o que você está pensando.

>> Sua família está te sabotando? Descubra o que te prende

Respeito mútuo
Respeito é algo sutil. Às vezes, conseguimos saber que somos respeitados, ainda que seja difícil descrever o que nos dá essa impressão. Respeito mútuo significa entregar o que você prometeu, comparecer às reuniões, perguntar aos colegas se eles estão bem, evitar conversar com as pessoas como se elas não entendessem nada sobre sua área e mostrar aos outros que você se importa. E você deve esperar o mesmo tratamento dos outros.

>> 5 dicas altamente eficientes para alavancar sua carreira

Mostre-se vulnerável
As pessoas não gostam de ter a impressão que estão trabalhando com máquinas. É importante mostrar sensibilidade em relação aos outros no trabalho. Isso inclui pedir ajuda quando necessário, admitir que você não sabe tudo ou ter uma conversa sincera sobre carreira. Imagine que você está com seu namorado(a) ou marido(mulher) em casa e de repente ele ou ela pergunta para onde está indo a relação de vocês. Se a sua resposta para isso for algo do tipo “vamos falar na próxima semana” ou “você está com fome” ou ainda “por que você quer falar sobre isso?”, não vai ter uma reação agradável. Então, pergunte a si mesmo se você se mostra
que é vulnerável de vez em quando.

Confiança
Estar em um relacionamento e ter a impressão constante de que seu companheiro(a) está procurando alguém melhor que você não é muito saudável, certo? Uma relação precisa ser baseada em confiança. No caso de empresas, isso significa que você e a companhia se comprometem a fazer o melhor para que as coisas funcionem enquanto estiverem juntos. Você não quer que a sua empresa te veja como uma engrenagem dispensável, e seu empregador não quer que você fique por lá alguns meses e depois se demita.

Vá embora quando não der certo
Nem toda relação vai para frente, mas é importante que você seja capaz de reconhecer quando é hora de seguir para a próxima. Muita gente está em uma relação de trabalho abusiva e mesmo assim continua onde está. São tratadas como incapazes, seus chefes não aparecem para reuniões, não ganham reconhecimento pelo que fazem, são transferidos para outras equipes sem aviso prévio, ligações são marcadas fora do horário de trabalho e a ameaça de uma ação disciplinar é constante. Nada disso é saudável. Uma relação ruim é algo que os dois lados podem criar. Um funcionário pode escolher tirar vantagem da empresa ou a empresa pode tratar o funcionário como engrenagem. Não importa de quem é a culpa ou o que aconteceu, é preciso terminar o relacionamento quando as coisas não vão bem.

>> Quer mais conteúdo da Rockett? Siga-nos no Facebook e no Twitter

Via Época Negócios

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×