0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×

Milhares de profissionais estão enfrentando, no mundo todo, o esgotamento. Aquela sensação de que você está a ponto de implodir tudo a sua volta. Nós pensamos, tipicamente, sobre o esgotamento como o resultado de trabalhar muitas horas sob estresse. No entanto, uma nova pesquisa mostra que o esgotamento pode vir de três lugares, e cada um deles requer uma estratégia e uma atitude diferente de nossa parte.

Abaixo, saiba quais são, como identificar e o que fazer quando o esgotamento chegar.

1. A sobrecarga

O empregado que trabalha freneticamente em direção ao sucesso até a exaustão, acaba se esgotando pela ventilação emocional. Estas pessoas podem tentar lidar com o estresse reclamando da hierarquia organizacional no trabalho, sentindo-se como se ela impedisse a realização de seus objetivos e ambições.

Essa estratégia de enfrentamento, sem surpresa, parece levar à uma sobrecarga de estresse e uma tendência a jogar a toalha. E isso não é bom, não é mesmo?!

o que fazer para solucionar o esgotamento

2. Falta de desenvolvimento

Mais intimamente associada a uma estratégia de evitar o confronto. Essas pessoas são desafiadas e tendem a tentar gerir o estresse distanciando-se do trabalho, uma estratégia que leva a despersonalização e ao cinismo. Essa é a desculpa para o esgotamento e para repensar as escolhas.

3. Negligência

A negligência parece resultar de uma estratégia de enfrentamento com base em desistir quando o estresse aparece. Mesmo que as pessoas queiram atingir um determinado objetivo, falta-lhes motivação para cavar mais fundo através das barreiras para alcançar suas metas.

Fique atento aos sintomas

Algum nível de estresse é algo inevitável em qualquer trabalho. Mas em que ponto tais fatores atrapalham, tornando as pessoas arrogantes? Que combinação de fatores faz com que um indivíduo desista enquanto o outro suporta?

A síndrome do esgotamento, ou seja, o cansaço, o cinismo e a ineficácia profissional que vem com o estresse relacionado ao trabalho pode desempenhar um papel significativo no desempenho dos profissionais.

Conhecer os sinais de cada tipo (por exemplo, um funcionário falando mal de seu chefe, tornando-se arisco, perdendo prazos e etc.) é a chave para o reconhecimento do esgotamento.

Estou esgotado, e agora?

A psicóloga doutora, Ana Sara Castaman dá um conselho valioso para quem sentir-se esgotado. “Identifique o que tem te deixado frustrado, busque neutralizar com técnicas diárias a fim de encontrar ao auto-controle. Se não conseguir sozinho, procure ajuda profissional. Isso tem solução.”

Quer mais conteúdo da Rockett? Siga-nos no Facebook e no Twitter

Adaptado a partir de “The 3 Kinds of Burnout

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×